quarta-feira, 30 de junho de 2010 às 19:51 Postado por Leonardo Peixe 1 Comment

Desde que a Sony Pictures decidiu reiniciar a franquia "Homem-Aranha" nos cinemas, uma porção de nomes de atores pipocaram na Internet para reviver Peter Parker nos cinemas até que foi revelada uma lista com cinco candidatos.  Hoje, o site Latino Review publicou, segundo relatos de uma fonte interna do estúdio, que a escolha foi feita!

Parece que Josh Hutcherson será Peter Parker, o Homem-Aranha!  O ator era o mais jovem (18 anos) entre os concorrentes à vaga para o papel e era tido com um dos favoritos.  Ele esteve no longa "Jornada ao Centro da Terra" e fará a continuação antes de entrar na adaptação do super-herói aracnídeo.

Segundo a tal fonte do Latino Review, o diretor Marc Webb escolheu Hutcherson por achar que ele se encaixa bem como o nerd do Queens.  A contratação parece correta, uma vez que o ator tem jeitão de herói, mas que com um óculos e o figurino certo ficará a cara de Parker.

A notícia ainda falta ser confirmada (ou desmentida) por alguém da produção ou do próprio estúdio.  Isso deve acontecer em breve já que as filmagens estão agendadas para começar ainda neste ano.

Rumores dizem que o vilão será o Lagarto.

O novo filme do Homem-Aranha será um reinício da franquia nos cinemas. A trama seguirá os eventos mostrados na linha Millenium (ou Ultimate, nos EUA) e mostrará Peter Parker ainda adolescente. O roteiro está sendo re-escrito por Alvin Sargent (Homem-Aranha 2 e 3) em cima de um esboço feito por James Vanderbilt (Zodíaco).


O longa estréia em 3 de julho de 2012 também nas salas 3D.

às 16:36 Postado por Leonardo Peixe 0 Comments

A garotada que curte o seriado “Malhação ID” nem imagina como as antigas roqueiras deram duro para que as tais meninas da banda fictícia “The Lícias” enfeitassem os fins de tarde da Rede Globo. Em meados dos anos 1970, as componentes da “The Runaways” encararam a fúria masculina que dominava o cenário rock mundial e formaram o primeiro grupo de sucesso totalmente composto por mulheres. Ou seriam adolescentes? Bem, o que importa é que a banda recentemente ganhou uma cinebiografia que será lançada em agosto nos cinemas.

Para dar vida às personalidades fortes da vocalista Cherie Currie e da guitarrista e líder da banda Joan Jett foram escolhidas duas atrizes de apelo junto aos jovens da atual geração: Dakota Fanning e Kristen Stewart, respectivamente. A primeira praticamente cresceu com os jovens que irão assistir “The Runaways” tendo estrelado uma porção de filmes infantis como “A Menina e o Porquinho” e “O Gato”. Porém, Dakota já demonstrou ainda pequena talento e versatilidade atuando tanto no terror “O Amigo Oculto” quanto no drama “Uma Lição de Amor” sendo considerada uma das melhores atrizes mirins de seu tempo.

Desta vez, a menina cresceu e aceita o desafio de mostrar para o público que pode ir além do que já fez. Ela interpreta a adolescente “chave de cadeia” também conhecida como Cherry Bomb que canta numa banda de rock, usa drogas e tem relações sexuais com pessoas do mesmo sexo. Mais uma vez, a ex-garotinha chama todos os holofotes para si eclipsando (sem trocadilhos) a sua companheira de cena.

Kristen Stewart é a nova estrela em ascensão em Hollywood. Protagoniza a adaptação para as telonas do grande sucesso literário “A Saga Crepúsculo” e vem estampando capas de revistas e sites sobre a mitologia dos vampiros de Stephenie Meyer. Apesar da fama, Kristen ainda não se provou uma boa atriz e esse é o seu desafio em “The Runaways”.

Na pele da forte Joan Jett, cujo hit “I Love Rock N’ Roll” já foi tocado até recentemente no game “Guitar Hero”, ela se esforça ao máximo para sair do estigma da doce Bella Swan, mas não vemos um trabalho de encher os olhos. Falta energia, garra, pulso firme, talvez um pouco de atitude Rock à Stewart. Nem o beijo entre ela e Fanning convenceu.

Correndo por fora no elenco, Michael Shannon merece destaque como o empresário Kim Fowley. A atuação de Shannon é energia pura. Seu papel no filme é mais ou menos como o da diretora Floria Sigismondi, injetar nas adolescentes Currie e Jett a adrenalina e o escracho do rock. O interessante é que Fowley atingiu o seu objetivo e lançou suas meninas ao estrelato, enquanto a cineasta ficou devendo...

Sigismondi conduz a história focando mais na relação entre as duas garotas à frente da banda deixando de lado até a biografia da banda em si. A cineasta, que já dirigiu inclusive clipes do ícone dos anos 70 David Bowie, tenta dar um clima quase documental na fotografia do longa. Temos uma imagem desbotada, um pouco suja, que tenta imitar o visual de “Christiane F.”, filme que retrata de forma crua o submundo das drogas.

No final, “The Runaways” marca o crescimento de Dakota Fanning não só como pessoa, mas como atriz. Ela mostra que está pronta para grandes desafios. Enquanto Kristen Stewart prova que tem coragem para inovar, mas que ainda falta amadurecer na arte da interpretação.

Pena que o longa seja apenas um drama centrado em Cherie Currie e Joan Jett, que “por acaso” fizeram uma banda totalmente feminina que influenciou outras gerações e deu origem a L7, Hole e outras tantas. Faltou um pouco de ousadia à diretora Floria Sigismondi que, desde a escolha do elenco, parecia estar mais preocupada em conseguir uma classificação etária amena e conquistar o público adolescente. De fato, ela conseguiu e as discípulas das The Lícias e os fãs de Crepúsculo certamente vão querer conferir “o filme com a atriz que faz a Bella”.

____________________________________________________________________________

Título Original: The Runaways
Direção: Floria Sigismondi
Elenco: Kristen Stewart, Dakota Fanning, Stella Maeve, Michael Shannon
Duração: 106 min
Ano de Produção: 2010
Estréia: 20 de Agosto de 2010
Nota:

Aleluia! Depois de um arrastado "O Enigma do Príncipe", finalmente o pau vai cantar em "Harry Potter e as Relíquias da Morte"!

O novo trailer do longa que será dividido em duas partes (lançadas em 3D) coloca o jovem bruxo de frente com o seu arqui-inimigo Voldemort!  Com uma trilha sonora épica e efeitos visuais caprichados, a prévia demonstra que a Warner Bros. não está poupando esforços (e grana) para agradar os fãs que seguiram a história de Harry nos livros e nos cinemas.

Embora a luta entre Potter e o lorde das trevas, já no final do trailer, tenha feito me lembrar de "Os Caça-Fantasmas"...  O que não é ruim, de jeito nenhum!



A primeira parte estréia em 19 de novembro e a segunda em 15 de julho de 2011.

às 20:51 Postado por Leonardo Peixe 1 Comment

Nos idos anos 1980, John Cusack iniciou sua escalada para o sucesso em comédias adolescentes como “Gatinhas e Gatões” (1983) e “Garota Sinal Verde” (1985). O tempo passou e o ator continuou fazendo papel do bom moço que perde a namorada também em “Alta Fidelidade” (2000) e “Os Queridinhos da América” (2001). No vindouro “A Ressaca”, Cusack brinca com o estigma que carrega há tempos.

Ele vive Adam, um... bem... bom moço que foi largado pela namorada e vive uma vida ordinária assim como seus ex-amigos de juventude Nick Webber (Craig Robinson) e Lou (Rob Corddry). Após anos afastados, o trio se reencontra após uma suposta tentativa de suicídio de Lou. Para animar o colega, eles decidem viajar para as montanhas e ficarem no mesmo quarto que iam quando eram adolescentes.

Sem nada para fazer no hotel decadente, a turma decide encher a cara na jacuzzi que na verdade é uma máquina do tempo. Sim, você não leu errado! De volta a década de 80, os rapazes enfrentam o dilema de repetirem as mesmas coisas que fizeram ou tentar algo diferente e mudar o futuro.

Ter uma banheira de hidromassagem como máquina do tempo é uma idéia absurda assim como muitas das cenas que permeiam o filme. Como o personagem Jacob (Clark Duke), sobrinho de Adam que também viaja no tempo e assiste a cena de sua concepção. Ou a tentativa de sexo oral de Lou em Nick após perder uma aposta.

O título original “Hot Tub Time Machine” (Jacuzzi Máquina do Tempo numa tradução literal) já deixa bem claro a esculhambação que o filme vai ser. As muitas falhas de roteiro são disfarçadas com uma porção de diálogos sobre filmes de viagens no tempo que vão de “De Volta Para o Futuro” a “Efeito Borboleta”. A proposta é uma diversão no melhor estilo oitentista.

Piadas sujas, seios de fora, sexo, farra, seios de fora, bebedeira. Eu já disse “seios de fora”? Sim, “A Ressaca” é uma homenagem escrachada a cultura pop que tornou os anos 80 conhecidos como a década perdida. O filme é como uma versão crescida de “Porkys”, um grupo de adultos-adolescentes em busca de transa, bebida e confusão. Além disso, referências a bandas, produtos, penteados, filmes e seriados antigos se fazem presente.

Dando continuidade a idolatria oitentista, os atores Chevy Chase (Férias Frustadas) e Crispin Glover (De Volta para o Futuro), conhecidos à época, fazem participações especiais. Chase é o cara estranho que tenta consertar a jacuzzi. Já Glover é o empregado do hotel prestes a perder o braço. Ambos os personagens não têm muita importância na trama assim como uma porção de outros elementos que entram em cena apenas para compor a piada.

Apesar de suas falhas, “A Ressaca” chega a ser divertido. Ver Cusack fazendo piada do papel que é acostumado a interpretar junto com um ode aos anos oitenta é o que mais atrai na comédia de Steve Pink (Aprovados). Quem não curte cenas non sense, palavrões e perversão é melhor não entrar na jacuzzi...

____________________________________________________________________________

Título Original: Hot Tub Time Machine
Direção: Steve Pink
Elenco: John Cusack, Rob Cordry, Craig Robinson, Chevy Chase, Clark Duke, Crispin Glover
Duração: 99 min
Ano de Produção: 2010
Estréia: 10 de Setembro de 2010
Nota:

quarta-feira, 9 de junho de 2010 às 20:30 Postado por Leonardo Peixe 0 Comments

Há dez anos, uma equipe de comandos especiais foi mandada para a prisão por um tribunal militar por um crime que não haviam cometido. Esses homens escaparam da prisão militar de segurança máxima passando a viver secretamente em Los Angeles. Ainda hoje são procurados pelo governo e sobrevivem como aventureiros, Soldados da Fortuna.”

Assim começava o famoso seriado “Esquadrão Classe A” exibido todas as sextas à noite de 1984 a 1986 aqui no Brasil. A história contada nesse trecho de exatos 25 segundos da abertura é o que testemunhamos durante os 117 minutos do novo longa baseado na série. E quer saber? Cada segundo vale a pena!

O longa dirigido e co-escrito por Joe Carnahan (A Última Cartada) respeita toda a mitologia da turma comandada por Hannibal Smith. O cineasta/roteirista também consegue dar um upgrade ao seriado e explica de forma divertida algumas manias do macho man B.A. Baracus.

Lá está o charuto constante na boca de Hannibal (Liam Neeson) e sua mente afiada para bolar planos. O charme irresistível do Cara-de-Pau (Bradley Cooper) com as mulheres e o jeito esperto de conseguir equipamentos e informações. A loucura insanamente engraçada de Murdock (Sharlto Copley, perfeito) junto com o talento impecável de pilotar uma aeronave. E, claro, a marra infantil de B.A. (Quinton ‘Rampage’ Jackson) e a sua tara por pilotar motos e seu furgão clássico. Por sinal, descobrimos de onde veio o medo de voar de B.A. que tanto no seriado (imortalizado por Mr. T) quanto no filme precisa ser dopado para entrar em um avião.

Rampage Jackson não faz feio na pele do gigante de moicano e respeita o legado de Mr. T. O visual impactante e que mete medo nos bandidos é contrastado com a ingenuidade do personagem em alguns momentos. Sim, antigos apreciadores do seriado! O B.A. continua o mesmo. Porém, o novo interprete consegue dar a sua própria leitura e não se restringe a imitar Mr. T.

Aliás, todo o elenco está super entrosado. Cada ator tem o tempo certo de tela para desfilar seu talento. Neeson brilha já de início com a fantástica cena de abertura que mostra a reunião dos membros do esquadrão. Cooper tem o seu grande momento no final com um plano que consegue quase se igualar aos de seu chefe Hannibal. Mas a grande surpresa fica por conta de Sharlto Copley.

O artista sul-africano rende momentos cômicos com seu Murdock “Louco de Pedra”. A fuga de seu personagem de um hospício na Alemanha é uma das partes mais hilárias! Ela brinca com um recurso bastante utilizado nas salas de cinemas atualmente, o 3D.

Mas não é só o tom de humor, herdado do show original, que faz parte da diversão. As cenas de ação são muito bem trabalhadas e empolgantes, embaladas por uma edição interessante.

Enquanto Hannibal conta o seu plano para a equipe, por exemplo, somos jogados em alguns cortes entrelaçados já para o campo de batalha. Assim somos poupados de ver tudo o que foi dito sendo executado. Outra cena bastante peculiar (para não dizer mentirosa) é a perseguição de avião que culmina com o Esquadrão Classe A em um tanque de guerra em pleno ar!

O filme tem suas mentiras, como a incrível sorte de Hannibal em encontrar, por acaso, dois membros de um grupo de elite do Exército estadunidense (o Ranger) no mesmo dia e no momento certo. Porém, elas não estragam tanto a diversão e o andamento da história.

As situações do seriado foram adaptadas para os tempos atuais. Como o caso dos Ranger que desta vez não são ex-combatentes do Vietnã, mas sim da Guerra do Iraque. Também não vemos o coronal vivido por Liam Neeson em disfarces ridículos como antigamente. Carnahan preferiu dar um estilo mais realistas aos personagens na nova versão. Porém, o furgão de B.A. é o único que continuou exatamente do mesmo jeito!

“Esquadrão Classe A” é o tipo de filme pipoca que diverte muito com doses de humor e adrenalina. O elenco em sintonia, uma boa edição e direção e o respeito à essência dos personagens e da mitologia da série fazem do longa um excelente upgrade do material original. Apesar das mentiras e de algumas situações previsíveis, aguardemos desde já a esperada sequência!

____________________________________________________________________________

Título Original: The A-Team
Direção: Joe Carnahan
Elenco: Liam Neeson, Bradley Cooper, Quinton 'Rampage' Jackson, Sharlto Copley, Jessica Biel
Duração: 117 min
Ano de Produção: 2010
Estréia: 11 de junho de 2010
Nota:

às 20:29 Postado por Leonardo Peixe 0 Comments

Pessoal, ontem o Nerd Etílico não pôde ser atualizado por um problema no meu PC de mesa. Lá é onde está todo o meu material para o blog e, sem alguns desses arquivos, a atualização fica quase impossível. Eu disse QUASE!

Apesar da falha técnica, vou correr para atualizar o nosso boteco trazendo o conteúdo mais nerd e embregado da web!

Para compensar a minha falha de ontem, trago hoje uma resenha sobre a ótima e recente adaptação para as telonas do seriado "Esquadrão Classe A".

Portanto, peço a compreensão e paciência de todos. Assim que o problema for sanado, as atualização voltarão a ser contínuas como antes!

Forte abraço!


A marca esportiva Adidas lançou um novo comercial com requintes nerd. No vídeo, a empresa reúne atores, cantores e jogadores de futebol na famosa cantina de "Star Wars - Episódio IV: Uma Nova Esperança"!

A dupla do Daft Punk atua com os dróides C3PO e R2-D2. Snoop Dog saca um sabre de luz. O comediante canandense Jay Baruchel (Aprendiz de Feiticeiro) se enrola com uma pistola deixando David Beckham em maus lençóis. Enquanto isso, Noel Gallagher (ex-Oasis) assiste a toda confusão.

O comercial teve o dedo da Lucasfilm, empresa de George Lucas (criador da saga Star Wars).  Para fazer a sincronização das novas filmagens com a cena do longa original foi construido um cenário que reproduzia o tamanho do bar mostrado no filme.  Durante as gravações, a palheta de cores e a iluminação do estúdio foi cuidadosamente verificada para que ficasse exatamente como no material de origem.

O resultado final é divertido e nem se percebe a montagem! Confira abaixo:

às 15:48 Postado por Leonardo Peixe 2 Comments

Quem poderia imaginar que "Lua Nova" ganharia algo além da ira das pessoas de bom senso e dos gritos ardorosos das fãs da Saga Crepúsculo.  Ontem, o longa foi o grande vencedor do MTV Movie Awards, premiação que tem a pretenção de eleger os melhores blocksbusters hollywoodianos.

O casal protagonista da franquia Bella e Edward, vividos por Kristen Stewart e Robert Pattinson, venceu na categoria Melhor Beijo.  Pattinson ainda levou o prêmio de Melhor Ator e o ultra-exagerado troféu de Super Astro Global.  Na minha cabeça, em menos de 12 segundos vem uma enxurrada de atores que mereciam esse último título no lugar dele.  Para facilitar, basta citar Johnny Depp que concorria com o eleito na categoria.

"Lua Nova" continuou papando os baldes de pipoca (formato do troféu) com Stewart ganhando como Melhor Atriz chegando a desbancar a oscarizada Sandra Bullock.   A coroação do favoritismo do romance vampiresco foi o prêmio de Melhor Filme.  "Avatar", "Alice no País da Maravilhas" e a comédia "Se Beber Não Case" sofreram com a votação massiva dos fãs de Crepúsculo.  Acho que a galera deixou de comer e dormir para votar nesse treco ruim!

Com os vampiros de Stephanie Meyer ganhando em um monte de categoria, a diversão da noite ficou por conta da exibição da prévia de "Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte I" que estréia em 19 de novembro.  O teaser trailer promete mais ação que o longa anterior e finalmente veremos o que o tal Voldermort é capaz já que o vilão vinha se escondendo em todos os filmes anteriores da série.

Confira o vídeo abaixo em alta qualidade!



O fã-clube de Harry Potter também deve ter vibrado com o prêmio de Melhor Vilão para Tom Felton como o mimado Draco Malfoy em "O Enigma do Príncipe".  O que parece um exagero já que o ator não é tão bom assim e Frank Dillane, que faz o jovem Voldermort, apesar de aparecer pouco saiu-se bem melhor que Tom.  Fora que Christoph Waltz e o seu coronel Hans Landa de "Bastardos Inglórios" também concorria ao troféu.

O momento mais intrigante da noite foi a premiação de Beyoncé e Ali Larter por Melhor Briga em "Obsessão".  A dupla ganhou até da luta de Wolverine (Hugh Jackman) e Dentes de Sabre (Liev Schreiber) contra o Deadpool (Ryan Reynolds) e do avatar de Jake Sully (Sam Worthington) vs Coronel Quaritch (Stephen Lang).

Confira todos os vencedores abaixo:

MELHOR FILME:  A Saga Crepúsculo: Lua Nova
MELHOR ATRIZ:  Kristen Stewart, por A Saga Crepúsculo: Lua Nova
MELHOR ATOR:  Robert Pattinson, por A Saga Crepúsculo: Lua Nova
REVELAÇÃO:  Anna Kendrick, por Amor Sem Escalas
MELHOR ATUAÇÃO EM COMÉDIA:  Zach Galifianakis, Se Beber Não Case
MELHOR VILÃO:  Tom Felton, por Harry Potter e o Enigma do Príncipe
MELHOR BRIGA:  Beyonce Knowles vs. Ali Larter, em Obsessão
MELHOR BEIJO:  Kristen Stewart e Robert Pattinson, em A Saga Crepúsculo: Lua Nova
MELHOR MOMENTO WTF:  Ken Jeong, em Se Beber Não Case
SUPER ASTRO GLOBAL:  Robert Pattinson
MELHOR ATUAÇÃO DE MEDO:  Amanda Seyfried, em Garota Infernal
FODÃO:  Rain (Ninja Assassino)

sexta-feira, 4 de junho de 2010 às 17:52 Postado por Leonardo Peixe 0 Comments


Semana com blockbuster esperado na área.  Pena que ele não valha o ingresso.  "Príncipe da Pérsia:  As Areias do Tempo" encabeça a lista de estréias que, desta vez, os homens vão levar as suas namoradas que curtiram "Sex and The City 2" semana passada.  Mas preparem-se, rapazes, pois a adaptação do game homônimo é terrível, chato e estagnante.  Peguem o dinheiro dos ingressos dos dois e vão encher a cara!

Leia a crítica de "Príncipe da Pérsia" aqui!

Na cola do príncipe vem "Marmaduke" que leva aos cinemas a tirinha de jornal desenhada por Brad Anderson desde 1954.  O longa promete diversão para toda a família.  Isso significa que papais e mamães namoram enquanto os filhos assistem ao filme.  Se bem que tem alguns pirralhos que não dão espaço para nada e preferem correr dentro da sala de exibição.  Eduquem bem os seus futuros filhos!

A família não terá vez em "O Golpista do Ano".  O filme mistura drama com comédia e é baseado no livro "'Eu Te Amo, Phillip Morris" de Steve McVicker.  Ele narra a vida de Steven Russell, um ex-bom marido que descobre a sua homosexualidade e vira um golpista para ostentar uma vida de luxos.  Jim Carrey encarna o bandido ao lado de Ewan McGregor como o grande amor de Russell.  O brasileiro Rodrigo Santoro também está no elenco.

Veja mais detalhes dos estreantes desta semana:

PRÍNCIPE DA PÉRSIA:  AS AREIAS DO TEMPO

Sinopse*:  Um príncipe guerreiro e uma misteriosa princesa lutam contra forças obscuras para proteger uma antiga adaga capaz de libertar as Areias do Tempo - um dom dos deuses que dá à pessoa que o possui o poder de controlar o mundo

(Prince of Persia:  The Sands of Time)
Direção:  Mike Newell.
Elenco:  Jake Gyllenhaal, Gemma Arterton, Ben Kingsley
Duração: 116 min.


MARMADUKE

Sinopse*:  Marmaduke é um dog alemão adolescente de 90kg muito bagunceiro, que mora com a família Winslow. Quando os Winslows mudam-se para Califórnia, Marmaduke apaixona-se pela linda afghan Jezebel, e terá de passar por vários desafios para aprender que o caráter e a beleza interior são as verdadeiras provas de um ´TOP DOG´.

Direção: Tom Dey
Elenco:  Owen Wilson, William H. Macy, Judy Greer
Duração:  88 min.


O GOLPISTA DO ANO

Sinopse*:  Steven Russell (Jim Carrey) é um homem que tem uma vida feliz ao lado de sua mulher. Mas quando ele sobrevive a um grave acidente de carro, sua vida muda para sempre. Steven assume que é gay e decide aproveitar tudo o que a vida pode lhe oferecer de melhor, nem que para isso tenha que dar alguns golpes

(I Love You, Phillip Morris)
Direção:  Glenn Ficarra e John Requa
Elenco:  Jim Carrey, Ewan McGregor, Rodrigo Santoro
Duração: 102 min.

*Sinopses dos filmes retirados do site da Cinemark.

às 17:30 Postado por Leonardo Peixe 0 Comments

Desde o final de novembro do ano passado, corre o boato de que Jeremy Renner vai interpretar o super-herói Gavião Arqueiro no filme "Os Vingadores".  Hoje, o The Hollywood Reporter informou que o ator que estrelou "Guerra ao Terror" está em negociações finais com a Marvel Studios.

No filme ganhador do Oscar 2010, Renner faz um militar estadunidense durão e porralouca.  As atitudes de seu antigo personagem batem com a do Gavião Arqueiro!

O herói é membro da equipe Vingadores que reúne Homem de Ferro, Thor e Capitão América.  Gavião possui uma exímia habilidade com o arco e flecha e uma pontaria de dar inveja ao vilão Mercenário.

"Os Vingadores" vai reunir Robert Downey Jr. (Homem de Ferro), Chris Hemworth (Thor) e Chris Evans (Capitão América).  Samuel L. Jackson, Neal McDonough e Scarlett Johansson serão os agentes da S.H.I.E.L.D. Nicky Fury, Dum Dum Dugan e Viúva Negra, respectivamente.

Rumores indicam que Edward Norton voltará a viver o Dr. Bruce Banner no longa e que o ator Josh Holloway (Lost) poderá ser o Homem Formiga/Hank Pym.

Na trama, a super-equipe da Marvel vai enfrentar duas ameaças:  o incrível Hulk e a raça alienígena Skrulls.

"Os Vingadores" chega aos cinemas em 15 de julho de 2012.

às 17:00 Postado por Leonardo Peixe 0 Comments

Segundo o site Deadline, o elenco do filme "Capitão América:  Primeiro Vingador" acaba de crescer.  Neal McDonough viverá o agente da S.H.I.E.L.D. Timothy "Dum Dum" Dugan.  O ator recém contratado interpretou no ano passado o vilão M. Bison em "Street Fighter:  The Legend of Chun-Li".

Além de aparecer no longa do Bandeiroso, McDonough voltará a pele do agente em "Os Vingadores".

Nos quadrinhos, Dum Dum é um oficial da agência de Superintendência Humana de Intervenção, Espionagem, Logística e Dissuasão, além de ser um dos mais bem preparados e experientes homens de batalha sob o comando de Nick Fury.  O personagem também é conhecido por sua boa pontaria com rifles e por usar o peculiar chapéu bowler ou chapéu de coco.

No início da semana, boatos diziam que o ator Josh Holloway (o Sawyer de "Lost") poderia ficar com o papel de Dum Dum no longa.

Não gostei da atuação de McDonough como Bison e, sinceramente, fiquei com os dois pés atrás com a contratação.  O personagem é um cara durão e cheio de atitude que casaria melhor com o Holloway.  Porém, Dum Dum já tem uma certa idade nos quadrinhos.  Como o longa do Sentinela da Liberdade vai se passar na II Guerra Mundial, Josh poderia fazer a versão mais nova e Neal a encarnação futura.

Mas a Marvel Studios está economizando até o último centavo e provavelmente usará só um ator para o papel.  Então, pode ser que o outro rumor sobre Holloway se concretize:  de que ele poderá ser Hank Pym, o Homem-Formiga.

"Primeiro Vingador: Capitão América" estréia em 22 de julho de 2011 e "Os Vingadores" somente em 2012.

às 15:27 Postado por Leonardo Peixe 1 Comment


Os games vêm se provando cada vez mais longe da linguagem dos cinemas. As adaptações de jogos de sucesso sempre afundam nas bilheterias por não conseguirem traduzir toda a diversão e charme da obra original.

No meio de tanto filme baseado em game ruim, tem alguns que os jogadores preferiram esquecer. Após assistir ao péssimo “Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo”, resolvi me incubir da difícil tarefa de relembrar tais longas. O objetivo principal não é o auto-martírio, mas sim dar boas gargalhadas com essas bombas da sétima arte.

E vamos começar com uma chinesinha deliciosa e amada nos jogos, mas odiada no cinema.


05. STREET FIGHTER: THE LEGEND OF CHUN-LI (2009)

Faça de tudo, mas não tente enganar um gamer cinéfilo. Todo o projeto desta segunda tentativa de adaptar o ultra famoso jogo “Street Fighter” para os cinemas foi uma enganação para o público.

Antes do filme estrear, o roteirista Justin Marks vinha sendo vendido como a grande revelação de Hollywood. Corria o boato de que a história de Chun-Li foi escrita de forma apaixonante e bastante fiel à origem da personagem.

Essa era a chance da Capcom, produtora do game, redimir-se do pífio “Street Fighter: A Última Batalha” que trazia Van Damme como Guile e a cantora Kylie Minogue como Cammy. Os fãs ficaram animados até a escolha do diretor.

Andrzej Bartkowiak foi selecionado para conduzir a película. O que deixou muita gente com o pé atrás foi o fato do cineasta já ter aleijado outro game nas telonas, “Doom”. Mas a paixão por Street Fighter era maior e a esperança residia no roteiro e no futuro elenco a ser escalado.

Mas aí a enganação começou a mostrar sua cara. Chamaram a Lana Lang do seriado “Smallville” para viver a chinesa Chun-Li. A insossa Kristin Kreuk não tem talento de atriz, carisma, pernas grossas e nem estilo oriental. Sendo os dois últimos itens quesitos obrigatórios para viver a personagem.

O cúmulo da chateação foi a contratação do integrante da banda Black Eyed Peas como ator. Taboo foi anunciado como o vilão Vega, que nos games é conhecido por ser um narcisista com o rosto bonito. Ah, vai! A menina que disser que o Taboo é bonito tem ir rapidinho consultar um oftalmologista. E vai logo que as Óticas Diniz tá com promoção de óculos!

The Legend of Chun-Li” estreou. Ficou claro que o roteiro era uma sombra da mitologia da personagem e que o talento anunciado de Marks era conversa fiada. O escritor acabou sendo demitido de um punhado de outros projetos que estava envolvido como o filme do herói Arqueiro Verde chamado “Supermax” e do remake de “20 mil Léguas Submarinas”.

A direção de Bartkowiak provou-se novamente ser fraca. Até o ápice da cena do Hadouken fez o fã mais ardoroso de Street Fighter bocejar. Já o elenco demonstrou toda a sua falta de talento e o filme afundou nas bilheterias mundiais. A pseudo-adaptação custou 50 milhões de dólares e rendeu apenas 12 milhões.


04. DOA: VIVO OU MORTO (2006)

O game de luta “DOA: Dead or Alive” nunca foi muito querido entre os jogadores. As mulheres seminuas e sensuais eram o único atrativo. Então responda: pra quê fazer um filme de um jogo não tão popular?

A falta de criatividade e a ganância fizeram alguns executivos gastarem milhões nessa coisa. O pior de tudo é que produtores dos EUA, Alemanha e Inglaterra se juntaram para parir esse troço horrendo.

A falta de direção da adaptação sobrou para Corey Yuen, co-diretor do mentiroso “Carga Explosiva”. Convenhamos que um cara que divide a direção com Louis Leterrier (Fúria de Titãs) não merece o mínimo de respeito.

Como tudo mundo sabia que o filme seria uma bela porcaria, restava apenas rezar que o recurso apelativo do game (as mulheres seminuas) fosse usado à exaustão. Pffffff... Nadinha! O elenco de beldades desconhecidas não dá nem sequer um gostinho para os gamers. Sem dizer que a sensualidade do filme é zero.

Quando se tira o único elemento que atraia os viciados em videogame, o resultado é uma derrocada financeira sem tamanhos. “DOA: Vivo ou Morto” gastou 21 milhões de dólares dos investidores bocós e arrecadou míseros 7,5 milhões. No Brasil, ele foi lançado direto em DVD.


03. DOUBLE DRAGON (1994)

Double Dragon” foi o primeiro game do estilo beat’-em-up a juntar dois jogadores. Desenvolvido pela Technos Japan Corporation, o game lançado para arcade e depois para os consoles NES, Master System e Game Boy fez um sucesso tremendo.

A história mostrava os irmãos Billy e Jimmy Lee em uma Nova York pós-apocalíptica dominada por gangues. Os heróis tinham que salvar a namoradinha de Lee que foi seqüestrada pelos Black Warriors.

De olho no sucesso do game, a sétima arte (ou alguns caras que diziam representá-la) fizeram a versão para cinema. Encabeçando o elenco estava uma pessoa cujo nome virou sinônimo de bomba chiando: Mark Dacascos. Isso mesmo! O lutador que acabou com a franquia “O Corvo” encarnou o irmão Billy na adaptação.

Como vilão, o eterno T-1000 de “O Exterminador do Futuro 2” Robert Patrick está mais canastrão do que nunca. E o pior, o seu personagem nem aparecia no jogo original! Quem rouba a cena é o capanga Abobo (Nils Allen Stewart), um dos bandidos mais adorados pelos fãs do game.

O roteiro estuprava a história em que foi inspirada e mostra os irmãos Lee em busca de um antigo amuleto chinês. A mistura de ninjas com monges da China em nada lembra a briga de gangues que o divertido jogo incorporava.

A frase que vendia o filme já nos dava a idéia do que estava por vir: Não é mais apenas um jogo. “Double Dragon” obteve renda de 3,6 milhões e custou 2,3 milhões. Uma arrecadação ruim e um orçamento pífio para um longa que queria ser blockbuster e tudo o que conseguiu foi ser um filme Z.



02.HOUSE OF THE DEAD (2003)

Você já ouviu falar de Uwe Boll? Ele é um diretor alemão louco por games responsável pelas piores adaptações de games já feitas na história. O cara conseguiu estragar “Alone In The Dark”, “BloodRayne”, “Dungeon Siege” e “Far Cry”. E olha que ele fez até sequências para algumas dessas tragédias.

Somente os filmes baseados em games feitos pelo Sr. Boll completaria essa lista dos “Filmes Esquecíveis Baseados em Games” do Nerd Etílico. Porém, como o objetivo era variar, acabou sendo eleito o pior entre os piores do “cineasta”.

O game “House of the Dead” coloca o jogador na divertida tarefa de matar zumbis e alguns monstros em uma mansão no meio do nada. O shooter de terror em primeira pessoa lançado pela Sega obteve algumas modificações trágicas na sua adaptação homônima.

Boll transformou o enredo medonho do material original em um pornô ultrasoft que, de vez em quando, mostra zumbis. Com uma maquiagem barata, é impossível não conseguir conter a crise de risos ao ver as criaturas correndo entre os matos.

O elenco de ilustres desconhecidos atuam como adolescentes descerebrados que vão para uma rave em uma ilha tomada pelos mortos-vivos mal-feitos. A burrice das atitudes dos personagens certamente vai eclipsar os risos causados pelos zumbis e fará você terminar o filme antes da hora.

“House of the Dead” teve o risível orçamento de 12 mil dólares e ganhou 13,8 mil. Aqui no Brasil, essa aberração foi lançada direto em DVD.


01. SUPER MARIO BROS. (1993)

A década de 1990 viveu a “Super Mario Mania”. O game era um dos mais vendidos e jogados no mundo inteiro. Sequências do jogo, desenhos animados, seriado live-action e uma porção de itens relacionados ao hit invadiam as mídias. Hollywood, of couse, não ficaria de fora dessa mina de ouro.

Em "Super Mario Bros.", os cabeça ocas engravatados decidiram não respeitar alguns elementos básicos do jogo: cogumelos e tartarugas. No lugar, usaram dinossauros... Sim, o arqui-inimigo Rei Koopa (vivido pelo falecido Denis Hopper) era um descendente do T-Rex que só mostra sua forma humanóide/jurássica nos minutos finais do filme. Ah! E seus capangas tinham formas de dinossauros. Vai entender...

Bob Hoskins (Uma Cilada Para Roger Rabbit) deu vida ao Super Mário e John Leguizamo (Gamer) ao irmão Luigi. Hoskins foi uma escolha razoável para o papel, porém a trama de universos paralelos e um Mário que vive no Brooklyn não colou. Já Leguizamo não tem cara mesmo de italiano e tenta fazer um Luigi piadista, que também não deu certo.

O pior erro da adaptação foi aproximar Daisy (Samantha Mathis) de Luigi. Talvez, pelo preconceito de Hoskins ser velho demais para ficar com a garota. Era só escalar alguém mais novo para fazer o Mário. Alem disso, Daisy não é a princesa do Reino dos Cogumelos e sim uma estudante de arqueologia.

Mais tarde, é revelado que a moça é a princesa do Mundo de Koopa. Ou seja, os cogumelos desceram pelo cano assim como a paciência dos fãs que decidiram banir o filme para sempre dos seus pensamentos. Tem gente que nem sabe que existe um filme do Mário Bros.

A vergonha foi tanta que o longa conseguiu roubar apenas 20,9 milhões dos bolsos dos gamers que moram nos Estados Unidos. O valor é baixo se considerarmos que o custo de produção foi de 42 milhões restando um déficit de mais de 50%.

quinta-feira, 3 de junho de 2010 às 16:31 Postado por Leonardo Peixe 0 Comments


Thunder! Thunder! Thundercats! Hooooooooooooooooooooooooooooooooooow! Sim! Lion-O voltará a empunhar a Espada Justiceira! A Warner Bros. Animation revelou que está trabalhando em uma nova série animada com os habitantes de Thundera!

As aventuras irão misturar o estilo mais realista, como no desenho original da década de 1980, com as firulas do anime (desenho japonês). O produto será exibido no canal Cartoon Network.

O estúdio inclusive divulgou o logo (no início do post) e uma imagem (no final) dos novos Thundecats!

A animação será produzida pela WBA e pelo Studio4°C, esse último responsável por "Animatrix". Sam Register (“Ben 10” e “Batman: Os Bravos e Destemidos") assume a direção executiva enquanto Michael Jelenic (também de “Batman: Os Bravos e Destemidos”) e Ethan Spaulding (“Avatar: O Último Mestre do Ar”) são os produtores.

O novo "Thundercats" tentará agradar tanto ao público que já conhece os personagens quanto à nova audiência. A história irá respeitar a mitologia contruída na animação original.

Desta vez, vamos testemunhar a origem da ascenção do príncipe Lion-O ao trono dos Thundercats. Claro que ele terá que enfrentar os terríveis mutantes e o poderoso Mumm-Ra, o divino eterno (que título gay...). O bem e o mal irão duelar na busca das lendárias Pedras do Poder.

Um longa metragem com os felinos estava em produção, mas já faz um tempo que não temos notícias sobre ele. Parece que a Warner quer ver se Pathro e o resto da turma ainda têm apelo junto ao público.

às 13:17 Postado por Leonardo Peixe 0 Comments

Todo o bafafá em torno das imagens que mostravam o uniforme do Capitão América no vindouro longa herói deve ter causado inveja em um certo deus do trovão...  O site Collider revelou duas artes conceituais de Chris Hemworth (Star Trek) como Thor!  E o filho de Odin roubou as atenções.

Clique nas imagens para ampliar!

Ok!  Uma foto do ator devidamente caracterizado já havia sido mostrada anteriormente, porém agora podemos ver com detalhes o visual do personagem da Marvel que ostenta o poderoso martelo Mjolnir!

O traje mistura elementos da roupa original com a do Universo Millenium (ou Ultimate).  Do original, ficaram a capa, a proteção preatada dos braços e os braceletes.  O "saiote" e o elmo com as tradicionais asinhas foram dispensados.

A saída desses elementos caracterizam o uniforme estilo Ultimate junto com calça de couro preto no lugar de protetores prateados para as pernas (quanta palavra com "p"!).   O rosto barbado de poucos amigos também é inspirado no personagem da linha alternativa da Marvel.

O martelo Mjolnir ganhou um brilho azulado, mas a equipe de efeitos visuais deve adicionar os raios que saem da arma na edição do longa.

Thor está sendo levado aos cinemas pela Marvel Studios com Hemsworth no papel do deus nórdico. Anthony Hopkins (O Silêncio dos Inocentes) será Odin, Natalie Portman (Closer - Perto Demais) é a namoradinha Jane Foster e Tom Hiddleston vive o vilão Loki. O longa ainda contará com a participação de Samuel L. Jackson como o agente Nick Fury.

Uma cena em referência ao martelo Mjolnir foi colocada após os créditos do recente "Homem de Ferro 2".

"Thor" estréia em 06 de maio de 2011.

às 12:32 Postado por Leonardo Peixe 0 Comments

Homer Simpson é um cara simples bem parecido como eu e você.  Pai de família, trabalha duro para trazer o sustento da casa, tem que aturar o chefe chato.  Sua diversão se resume à assistir a TV, beber cerveja e ir no Bar do Moe para... tomar cerveja.  Homer gosta de comer... pra caralho.  De ver TV... pra caralho.  E beber... excessivamente!  E o legal é que, quando fica bêbado, faz merda. Muita merda.

Correr pelado atrás do cachorro no quintal de casa é fácil depois da décima latinha de cerveja Duff.  Moleza mesmo é ficar só de cueca no bar, ser levantado por seus amigos (também bêbados) e, segurando duas long neck na mão, sair gritando "Eu sou Peter Pan".

Apesar dos micos, a ressaca no dia seguinte fará Homer esquecer a maioria das besteiras e tudo que restará na memória é uma dança alegre com ninfas em um jardim florido.  Entretanto, vou confessar que menti pra vocês:  ele também faz muita merda quando está sóbrio.  Então, vamos perdoar as loucuras etílicas do moço.

O caso de amor entre Homer e a bebida é antigo. Já aos 17 anos, gostava de embreagar-se enquanto ouvia o som das bandas Queen e The Who.  Durante o colegial, transformou o seu companheiro de quarto Barney Gumble em um alcóolatra e tornaram-se amigos durante o resto da vida.  É bom deixar claro que Homer não sofre de alcoolismo.  Ele só é um bom bebedor.


Por exemplo, se tirar a televisão e a birita da vida do Sr. Simpson, ele simplesmente enlouquece.  Como no episódio em homenagem ao longa "O Iluminado" chamado "A Casa da Árvore dos Horrores V".  Ou seja, a comida é apenas um opção paleativa quando falta TV e cerveja.

Mas o que torna Homer tão especial?  Ele justamente representa o beberrão comum com seus defeitos e... qualidades?!  Levante o dedo quem nunca pagou um King Kong em estado de embreaguez.

Usar aquele jeitinho malandro para tirar vantagem de uma situação não é problema para o pançudo amarelo.  Mas, no final, tudo o que ele faz é para o bem da família.  Tá bom! Ele faz para benefício próprio mesmo...  E quem não faz? 

Com suas falhas totalmente humanas, a criação máxima de Matt Groening foi eleito nesta semana o melhor personagem de TV e filmes dos últimos 20 anos pela revista Entertainment Weekly.  O chefe da família Simpson já tinha o seu troféu Mestre Etílico do blog garantido em alguma ocasião.  Porém, nada mais oportuno que entregá-lo após o título adquirido pela respeitada publicação estadunidense.

Homer Simpson é a síntese do beberrão que existe dentro de toda pessoa boa de copo.  Carismático, meio louco e, principalmente, humano!

às 10:00 Postado por Leonardo Peixe 1 Comment

O site AICN divulgou algumas imagens que dizem ser do uniforme oficial do Capitão América no filme "Primeiro Vingador: Capitão América". Julgando pelo visual, a Marvel Studios optou pela roupa do super-herói usada no Universo Millenium (ou Ultimate, nos EUA). Na verdade, ela mescla alguns elementos do traje da Segunda Guerra Mundial com o dos dias atuais.

Repare na foto ao lado que a acima da máscara tem um capacete sem as tradicionais asas junto às orelhas. Olhe também os "suspensórios" somados com as luvas e botas em tom marrom. Isso são bem característico da roupa da segunda guerra. Já os detalhes emborrachados, a máscara quase integrada com o protetor de cabeça e o escudo redondo já remontam ao uniforme atual.

O restante das imagens no final do post.

Como o filme se passará na II Grande Guerra, achei o traje hi-tech demais para época.  Porém, como fã de HQ, me dei bastante por satisfeito pela fidelidade às histórias da timeline original da Marvel em que o Sentinela da Liberdade utiliza um traje fixo (com poucas mudanças no decorrer dos anos).

Vamos rezar para que Chris Evans (Os Perdedores) faça jus à tudo que a Marvel vem fazendo nos últimos anos com seus personagens nos cinemas.  Que o ator faça o dever de casa direitinho e capte o verdadeiro espírito do Capitão.  Por favor, Evans, não conte piadinhas na pele de Steven Rogers!

O elenco ainda conta com Hugo Weaving (Matrix) como o vilão Caveira Vermelha, Sebastian Stan encarna James 'Bucky' Barnes (o parceiro do herói), Hayley Atwell é a namoradinha Peggy Carter e Samuel L. Jackson (Homem de Ferro 2) como o agente da S.H.I.E.L.D. Nick Fury.  Tommy Lee Jones também estará na película e rumores indicam que ele fará o General Chester Phillips.

O filme contará como o jovem franzino Steven Rogers foi escolhido por Chester Philips para o Projeto Renascimento.  Passando por diversas experiências físicas e mentais, Rogers é injetado com o soro do Super Soldado e ganha uma incrível força e massa muscular.  A partir daí, ele utiliza o codinome Capitão América para defender a Pátria que o pariu contra os nazistas malvados.

Dirigido por Joe Johnston (O Lobisomem), "Primeiro Vingador:  Capitão América" estréia em 22 de julho de 2011.




às 08:30 Postado por Leonardo Peixe 0 Comments

Quando era garoto, sempre tive vontade de ter uma mochila de protóns dos Caça-Fantasmas. Na verdade, até hoje tenho esse desejo. Se achas que ele não pode ser realizado, bem... você deveria ter seguido os conselhos da tia Xuxa de que "tudo pode ser, só basta acreditar"!

Será lançado nos EUA, ainda neste ano, uma mochila (daquelas de colégio) no mesmo formato da arma dos Caça-Fantasmas! Além de guardar as nossas tranqueiras, ela vem com um braço destacado simulando o canhão de prótons para se colocar canetas, lápis ou o Geléia.

O item será vendido no site 80'stees por 40 dólares.

Nerds, preparem o cartão de crédito internacional!  Essa mochila merece ir para a nossa coleção particular!

Vou começar a treinar os sons de disparo do canhão:  Tuimmmmmmmmmmm!  Twishhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!

quarta-feira, 2 de junho de 2010 às 19:54 Postado por Leonardo Peixe 0 Comments

Não, eu não estou com um programa na Band ou apareci durante a transmissão de algum jogo.  Porém, o meu amigo jornalista Beto Café está cobrindo a Copa do Mundo pela emissora fazendo matérias diferentes e com personagens pra lá de interessante.

No vídeo do final do post, você conhece o Ferreirinha, um senhor que corre pela orla de Boa Viagem, em Recife, PE, vestido com uma roupa em homenagem ao Sport e outra ao Brasil.

E o que eu tenho haver com isso? À pedido do Beto, fiz a ilustração e animei o personagem da pequena animação que mostra o Ferreirinha como candidato à vereador. :D Ela aparece aos 3:34 da matéria abaixo:

às 17:40 Postado por Leonardo Peixe 4 Comments

“Super Mario Bros.” (1993), “Street Fighter – A Última Batalha” (1994), “Mortal Kombat” (1995), “Tomb Raider” (2001), “DoA: Vivo ou Morto” (2006), “Hitman – Assassino 47” (2007). Todos esses filmes tentaram adaptar um game de sucesso. Coincidentemente, todos também são considerados péssimas produções. Pode adicionar mais um título à lista, o recente “Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo”.

Assim que os trailers do longa foram lançados, criou-se a expectativa de que a aventura de Dastan finalmente quebraria a maldição dos filmes baseados em jogos de videogame. Com um belíssimo visual que refletia o estilo do material original, a prévia prometia ao menos uma coisa: diversão.

A proposta não é cumprida em nenhum momento. O péssimo roteiro escrito a três mãos por Boaz Yakin, Doug Miro e Carlo Bernard nem de longe traz o charme e o ambiente de fantasia do game. Com diálogos pobres e cenas de “ação” de dar sono (ou raiva), o que é mostrado em todo o filme é contado apenas na abertura do jogo “The Sands of Time”. A diferença, porém, é que a película é recheada com muitos clichês que deturpam a saga original.

Dastan (Jake Gyllenhaal) é um jovem que foi adotado pelo Rei Sharaman da Pérsia (Ronald Pickup). O príncipe prova o seu valor ao ajudar no ataque do exército persa a Cidade Sagrada de Alamut. Durante a batalha, Dastan se apossa de uma adaga mística com a habilidade de retroceder no tempo. Após conquistar a cidade, ele é apresentado à princesa Tamina (Gemma Arterton) que guarda o local e os segredos da adaga.

Porém, Sharaman é envenenado e Dastan se torna o principal suspeito de matar o rei. Com a fúria de seus irmãos e as ambições ocultas do enigmático Nizam (Ben Kingsley), o ex-príncipe foge para o deserto com Tamina, a única pessoa que poderá ajudá-lo a descobrir a verdade.

Além do roteiro fraco, o elenco também não faz sua parte. Gyllenhaal não convence como herói e lhe falta o tom cômico que (não se sabe porque) empregou-se ao personagem. Já Gemma Arterton parece ter o dedo podre para escolher papéis uma vez que ela também atua em “Fúria de Titãs”, outro blockbuster mal falado lançado em maio.

Beleza não falta à atriz que fotografa muito bem nas telonas. Entretanto, ela faz de Tamina uma personagem tão chata que acaba eclipsando o que tem de belo. Mais uma tentativa frustrada dos roteiristas ao tentarem criar uma princesa com atitude como a Léia de Star Wars.

Entre os coadjuvantes, Alfred Molina funciona como o engraçadinho da história. No papel do ganancioso Sheik Amar, ele chega a arrancar sorrisos ao reclamar dos impostos cobrados pelos persas. Fato que todo brasileiro também se queixa. Mas a piada é tão repetida que perde a graça.

Sem um bom roteiro ou elenco, a direção de Mike Newell (Harry Potter e o Cálice de Fogo) também pesa contra o filme. O inglês parece ter consultado o game errado e inspira algumas cenas não em “Prince of Persia”, mas em “Assassin’s Creed”.

A girada de câmera em torno de Dastan quando ele está próximo à margem de uma edificação alta culminando em um salto para trás. A perseguição em cima das casas com arqueiros atirando flechas. O disfarce do príncipe e sua entrada no meio da multidão para se esconder dos soldados. Tudo isso remonta ao game concorrente.

Fora ter errado a fonte de sua obra, Newell não consegue utilizar a comicidade que queria e nem o nível de ação certo. Com isso, entrega um filme maçante, lento e piegas (aquela frase do início que se repete no fim é típico de novela das 20h) que termina sendo uma versão capenga de “A Múmia” (1999) que já era uma versão capenga de Indiana Jones.

“Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo” é igual à princesa Tamina. À primeira vista parece belo, mas ao conhecê-lo por pouco tempo descobrimos ser chato e muito irritante. Ainda não foi desta vez que os games conseguiram fazer bonito nas telonas. Se realmente existe a tal adaga mística, a usaria para voltar antes da exibição do longa e recuperar 116 minutos preciosos do meu tempo...

____________________________________________________________________________

Título Original:  Prince of Persia - The Sands of Time
Direção:  Mike Newell
Elenco:  Jake Gyllenhaal, Gemma Arterton, Ben Kingsley, Alfred Molina, Ronald Pickup
Duração:  116 min
Ano de Produção:  2010
Estréia:  04 de junho de 2010
Nota:

às 14:56 Postado por Leonardo Peixe 0 Comments

Como retornar com um personagem que fez sucesso, mas foi morto logo no primeiro filme?  Num prelúdio, oras!  Usando esse recurso apelativo, o quadrinista Frank Miller (Sin City, Batman: Cavaleiro das Trevas) resolveu contar a história que se passa antes da graphic novel "300", também de sua autoria.

A Dark Horse, que lançou a HQ original, novamente é responsável por distribuir a obra intitulada "Xerxes".  A primeira arte desenhada por mr. Miller foi finalmente divulgada e traz o rei Persa que dá nome ao gibi.  Confira ao lado.

Em "300", nós acompanhamos o desenrolar da Batalha das Termópilas em que o rei espartano Leônidas e seu exército de três centenas de guerreiros seguraram o vasto império de Xerxes.

O prelúdio se passará dez anos antes, em 490 a.C., e começará na Batalha de Maratona.  Nela, o exército persa desembarca em uma planície próxima à Atenas. Segundo os relatos históricos, os gregos comandados por Milcíades enfrentaram os soldados de Xerxes. Enviado por seu superior, Fidípedes correu 220 km em menos de um dia até Esparta para buscar ajuda, mas foi negada por razões religiosas. Junto com os plateienses, os atenienses continuaram a guerra.


Mas segundo Miller, o herói da nova aventura será Temistócles, um guerreiro grego que construiu a sua frota de navios.  Segundo aprendi no Wikipedia livro de História da Tia Conchita (ela vai ficar orgulhosa!), Temistócles foi o general que conseguiu vencer os persas na Batalha de Salamita que começou após Leônidas e seus 300 espartanos serem mortos em Termópilas.  Essa mesma luta é mostrada no final da graphic novel "300".  Ainda segundo o quadrinista, a HQ mostrará a busca de Xerxes por seu endeusamento.
 
A Warner Bros. e o diretor Zack Snyder já estão de olho em "Xerxes" que provavelmente tomará o mesmo rumo de "300" e ganhará uma adaptação para os cinemas.
 
Frank Miller já revelou que Leônidas fará uma aparição na nova graphic novel o que já levantam rumores de que Gerard Butler voltará a encarnar o personagem.

às 10:00 Postado por Leonardo Peixe 0 Comments


A EA Games finalmente divulgou o primeiro trailer do game "Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 1".  Como podemos perceber pelo título, o visual e a trama do jogo seguirá os mesmos tons do filme que estréia em 19 de novembro.

Diferente dos outros games da série, o novo exemplar traz o jovem bruxo em uma aventura misturada com shooter em terceira pessoa.  Sim! Nada mais de procurar feijõezinhos em Hogward ou aprender a fazer magia.  O negócio agora é a luta de varinhas!

Pelo vídeo, vale se esconder, correr, pular e rolar para destruir os terríveis comensais da morte, dementadores e criaturas comandadas por Voldermort.  Os gráficos também foram melhorados e captam com realismo as feições dos atores do filme.

Até nas fases aéreas o tiroteio mágico corre solto.  Esqueça o velho caminho de seguir os circulos coloridos com a vassoura.

"Harry Potter and the Deathly Hallows – Part 1: Videogame" sairá para as plataformas PS3, PC, Macintosh, Xbox 360, Wii, Nintendo DS, PlayStation Portable e iPhone.  O lançamento está previsto para o último quadrimestre do ano.


às 08:30 Postado por Leonardo Peixe 2 Comments

Um dos desenhos mais divertidos atualmente do canal por assinatura Cartoon Network vai virar game.  "Batman - Os Bravos e Destemidos" ganhará uma versão em jogo para o Wii e Nintendo DS.  Jogando sozinho ou com um amigo, você encarnará o Cavaleiro das Trevas e o segundo jogador um dos Bat-aliados como Robin, Aquaman ou Besouro Azul.

A animação mostra o Batman da Era de Ouro dos Quadrinhos (de 1939 até meados dos anos 1950) com traços que fazem homenagem a Dick Sprang.  Em cada episódio, um ou mais heróis da DC Comics fazem uma aparição.  Arqueiro Verde, Ricardito, Homem Elástico, Homem Borracha e até Sherlock Holmes estrelaram ao lado do Homem Morcego.  Além dos já citados Robin, Aquaman e Besouro Azul.

Intitulado "Batman - The Brave and The Bold:  The Videogame", o jogo segue o estilo beat-'em-up e será lançado em setembro nos EUA.  Confira o trailer abaixo que é acompanhado pelo intrigante tema de abertura do desenho:

terça-feira, 1 de junho de 2010 às 17:19 Postado por Leonardo Peixe 0 Comments

O UK Pub, em Boa Viagem, Recife, está trazendo hoje uma programação para quem quer encher a cara e curtir um bom som.  Chamado de "Terça Autoral", o projeto apresenta o músico Paulo Paes e banda com participação especial de Pedro Andrade.  A curtição continua com o discotecagem do DJ Salvador.

Acompanhando a música suave da Paes tem clone de chopp Brahma (o melhor) até meia-noite!  Repetindo:  CLONE DE CHOPP BRAHMA!  A entrada somente nas terças custa R$ 8,00 e as damas entram grátis até as 22 horas.

O ambiente é bem bacana com um bar no centro que ostenta garrafões de Grants que deixaram a mim e meu irmão com inveja.  Com sofás aconchegantes, o UK Pub aceita reservas pelo telefone (81) 3465-1088.

Se quiser conhecer o som da banda Paes, visite o MySpace dos caras.

_________________________________________________________

Serviço:
UK PUB
Rua Francisco da Cunha, 165 Recife - PE
Telefone:  (81) 3465-1088
Entrada:  R$ 8,00 - Mulheres grátis até 22h
Clone de Chopp Brahma até às 0h
Banda Paes + DJ Salvador
Horário do início:  20h

às 16:00 Postado por Leonardo Peixe 1 Comment

Tá afim de se tornar um super-herói e ainda ter Superman, Batman, Lanterna Verde e Mulher Maravilha como seus tutores?  Pois as suas preces foram atendidas!  A Sony Online Entertainment está desenvolvendo para os donos de PS3 e PC o game "DC Universe Online". 

Como o próprio título já entrega, os gamers poderão jogar via Internet e interagir uns com os outros no melhor estilo MMO.  A empresa divulgou durante a E3 (uma das maiores feiras de games) que o lançamento de DCU está programado para novembro!

O legal do game é que os jogadores têm o poder de escolherem se serão heróis ou vilões.  Ao decidir o seu lado, os personagens devem cumprir missões para evoluirem dentro do universo digital, trocar uniforme, comprar equipamentos e quebrar o pau com o time adversário.

Uma das vantagens de ter um PS3 é justamente a possiblidade de jogar online sem tem que pagar um centavo pela ótima experiência.  Quem quiser apanhar me desafiar em Guitar Hero III ou em PES2010, basta mandar uma mensagem via PSN para leopparker.

Nos vemos no DC Universe Online em novembro!

às 14:30 Postado por Leonardo Peixe 1 Comment

O poster oficial do filme "Resident Evil 4:  Afterlife" foi divulgado pelo site Ultimate-Re.  Quem acompanhou os longas da franquia já sabe que teremos mulheres com as pernocas de fora, fazendo pose sensual e empunhando uma arma.  Ai, ai! *_*  Dúvida?  Então olha o poster ao lado!  A cuecada que quiser ver maior, basta clicar na imagem.

RE4 é a mais nova adaptação da famosa série de games da Capcom para o cinema.  A atriz (?) Milla Jovovich voltará para estrelar a terceira sequência junto com o maridão e diretor do primeiro filme Paul WS Anderson.

Na quarta aventura, Alice (Jovovich) ainda luta para salvar os sobreviventes do incidente que transformou boa parte da população mundial em zumbis.  A Umbrella Corporation é a culpada pela tragédia e o novo alvo da mocinha com super-poderes.  Sim, super-poderes.  Isso não tem no jogo, eu sei.  Mas pensando bem, no game não as pernas torneadas da Milla.  Quid pro quo, como diria o Hannibal Lecter.

Wentworth Miller (Prision Break) interpreta um velho conhecido dos gamers, Chris Redfield.  O herói do primeiro e quinto episódio do jogo fará sua estréia na franquia cinematográfica.

"Resident Evil 4:  Afterlife" estréia em 17 de setembro também nas salas em 3D.  E qual blockbuster não será lançado em 3D?

às 13:27 Postado por Leonardo Peixe 0 Comments

Os nerds conquistaram o mundo! Hoje em dia, ninguém vive sem aquele amigo geek que sabe mexer em praticamente todo software de computador. Antes de ver um filme, consulta o cinéfilo para saber se o investimento (sim, o preço do ingresso de cinema é um investimento) vale a pena. Desta vez, os consumidores ávidos de cultura POP chegaram ao Guinness Book - conhecido no Brasil como "Livro dos Recordes".

Na sexta-feira passada (29/05), um grupo de 1245 pessoas foram vestidas de super-heróis até o Federation Square, em Melbourne, na Austrália.  Os adultos e crianças presentes tinham o objetivo de alcançar o marca de maior número de pessoas fantasiadas de super-heróis no mesmo lugar e ao mesmo tempo.  E eles atingiram a missão.

O evento foi realizado pela Warner Bros em comemoração aos 75 anos da editora DC Comics.  Então, os Batmen, Supermen e Mulheres Maravilhas foram os destaques da marca.  No local, ainda foi encenada uma peça estrelando a Liga da Justiça contra o Coringa e a Arlequina.

O record anterior pertencia a Inglaterra que, uma semana antes, tinha reunido 1091 participantes trajados com uniformes coloridos.

Um brinde aos super-heróis e aos nerds!  O mundo é nosso! A-há! U-hú!

A nerdalhada reunida comemora os super-poderes da vida...

PS:  As imagens foram retiradas do Facebook de Antonella Sposito.

    Perfil

    Minha foto
    Jornalista especialista em cultura pop principalmente cinema.

    Frequentadores