quarta-feira, 23 de maio de 2012 às 20:38 Postado por Leonardo Peixe 0 Comments



TÍTULO:  BACK IN BLACK

Um dos piores episódios de "Ultimate Spider-Man" foi o que reconta a origem de Venom.  Muito pelas "licenças poéticas" que deturparam a mitologia do personagem.  Pois o vilão volta a aparecer na série animada em mais uma aventura pouco empolgante.

Peter Parker está gripado.  O fato tenta criar fatos engraçados, mas sem nenhum sucesso.  Sem poder atuar com afinco como o Homem-Aranha, eis que surge um concorrente:  o Aranha Negro.


Ao contrário do que rola com o Amigão da Vizinhança, o novo herói cai nas graças do público e da mídia (leia-se J. Jonah Jameson).  Até a equipe da S.H.I.E.L.D. acha o novato mais legal que o velho HA.

Porém, Parker acaba descobrindo que o seu rival é na verdade Harry Osbourne!  Agora, ele terá que lutar para livrar seu melhor amigo da influência do ser criado pelo dr. Octavius.


O melhor momento do episódio é quando mostra o que aconteceria se Peter revelasse sua identidade secreta. Pena que a piada é repetida por preguiça dos roteiristas...

No mais, a trama foca um pouco mais no relacionamento conturbado entre Harry e seu pai Norman Osbourne.   Assim como nos quadrinhos e nos filmes, o jovem quer a admiração do genitor a todo preço.  Isso inclui usar o simbionte.


Falando no inimigo, uma de suas principais fraquezas é alterada.  No lugar do som, Venom agora é derrotado com choque elétrico.  Outra "licença poética"...

O vilão vai mudando sua força (e consequentemente seu visual) conforme se alia ao seu hospedeiro.  Se fosse melhor explorado, poderia ser uma boa contribuição para o personagem.

"Back In Black" retoma todos os recursos visuais dos episódios anteriores.  Junto com eles, traz a mesmice das histórias insossas, piadas enfadonhas e o desrespeito à mitologia dos personagens.

Nota:


0 Responses so far.

    Perfil

    Minha foto
    Analista de Sistemas, jornalista, fã de Star Wars e cultura NERD.

    Frequentadores