sexta-feira, 20 de abril de 2012 às 16:43 Postado por Leonardo Peixe 1 Comment

A expectativa pela estreia do filme "Os Vingadores" na próxima semana (27/04) está pra lá de alta.  O longa vem ganhando boas críticas pelo mundo afora.  A conceituada revista "Empire" já declarou que amou o longa da equipe da Marvel.  Porém, a publicação inglesa foi além das palavras.

Em seu site oficial, foi divulgada uma montagem (que você logo abaixo) imaginando se o filme fosse feito na década de quarenta!  Porém, algumas pessoas não entenderam as referências.

Se você se encaixa no perfil, tenha calma!  O Nerd Etílico vai elucidar as escolhas dos atores para você.  Após o poster, você encontra as respostas!


Clark Gable - Conhecido como "O Rei", Gable era o grande galã do cinema de Hollywood.  Não apenas por sua aparência, mas principalmente por seu talento extraordinário como ator.  É facilmente reconhecido por seu papel em "E O Vento Levou..." (1939) e abocanhou um Oscar em "Aconteceu Naquela Noite" (1934).

Oscarizado, galã e ótimo ator.  Qualidades que remetem à Robert Downey Jr.  Claro que Clark Gable seria a pessoa ideal para ser o Homem de Ferro naquela época.


James Stewart - Grande parte dos papéis de James Stewart era de homens que buscavam a verdade a qualquer preço e protegiam os mais fracos.  Como exemplos, temos o obstinado detetive Scottie de "Um Corpo que Cai" (1958) ou o empresário que fazia de tudo para proteger a sua cidade em "A Felicidade Não Se Compra" (1946).

Tais feitos são dignos do Capitão América, o super soldado cujos ideais são totalmente compatíveis com os personagens imortalizados por Stewart nas telonas.


James Cagney - O ator tinha a fama de durão nas telonas.  Nas décadas de 30 e 40, interpretava gangsters que não davam bobeira para o inimigo.  A raiva estava impregnada no fugitivo de "Fúria Sangrenta" (1949) ou no chefe de uma gangue que corrompia garotos de uma favela em "Anjos de Cara Suja" (1938).

Com tanto ódio em suas interpretações e fama de durão, James Cagney seria perfeito para dar vida a criatura esmeralda conhecida como Hulk!


Errol Flynn - Antes da fama, Flynn era um garoto difícil que vivia sendo expulso das escolas em que estudava.  Suas atitudes impulsivas, levaram o jovem a ser conhecido nas telonas como intrépidos aventureiros.  Entretanto, o mais conhecido deles foi em "As Aventuras de Robin Hood" (1938), em que vivia o famoso arqueiro inglês.

A escolha do ator para o Gavião Arqueiro é mais do que óbvia.  Além de sua experiência com arco e flecha, a habilidade de não seguir muito as regras é igual a de Clint Barton.


John Weissmuller - Seu grande papel nas telonas foi na pele de Tarzan.  O personagem criado por Edgar Rice Burroughs era um homem que vivia longe da sociedade.  Na verdade, estava enfrentava sozinho os perigos de uma selva que, na maioria das vezes, era um ambiente fantástico e bem longe da realidade.

Jane era a grande paixão de Tarzan.  A mulher pertencia a um mundo diferente do Homem Macaco, que não tinha modos.

Analisa:  "Ambiente fantástico", realidades diferentes, um amor chamado Jane.  Sim!  Weissmuller daria um bom Thor!  Tá bom que uma selva é bem diferente de Asgard.  Mas se você ler (ou ver) como é o ambiente em que Tarzan vive, vai perceber o quanto a realidade passou longe dos matagais...


Marlene Dietrich - A filha de um tenente que virou atriz.  Seu pai fez questão de inserir altivez em Dietrich e isso era refletido em seus papéis.  Dona de uma voz sensual e um belo par de pernas, ela intrepretava personagens femininos de força que entravam no "mundo dos homens" e colocavam moral.

Era o caso de Lola, dançarina de um bar clandestino em "O Anjo Azul" (1930) que deixou um professor perdidamente apaixonado por ela.  Ou Bijou, a sedutora cantora de bar que vive entre os militares estadunidenses em "A Pecadora" (1940).  E que tal a americana sensual que salva seu amado de guerrilheiros chineses em "O Expresso de Shangai" (1932)?

Acho que você percebeu o uso de adjetivos como "sedutora", "sensual", "bela".  Marlene virou símbolo sexual nos anos 30 nos dois hemisférios (ocidente e oriente).

Uma mulher que viveu personagens que faziam o que queriam com os homens tamanho poder de sedução é óbvio que seria perfeita como a Viúva Negra.  A publicidade da época iria trocar o bumbum da Scarlett Johansson pelas pernas da Dietrich.  Um popozão em um cartaz naqueles tempos era pornográfico demais...



Humphrey Bogart - Metade dos anti-heróis que você vê nos quadrinhos têm diversos traços da natureza (e personagens) de Bogart.  Durão, mas de coração mole.  Bom de briga, mas educado com as mulheres.  Usa o charme ao fumar um cigarro.  Wolverine, Batman, Rorscharch, Homem de Ferro, Arqueiro Verde.  A lista poderia ir longe.

Porém, como visto em "Casablanca" (1942) ou "Relíquia Macabra" (1941) também conhecido como "O Falcão Maltês", os personagens de Bogart eram os maiorais.  E não há ninguém melhor no Universo Marvel que Nick Fury da S.H.I.E.L.D.  Papel mais do que digno de Humphrey.   Ou seria o contrário?


1 Response so far.

  1. Esse post ficou muito massa, bem elaborado!

    Perfil

    Minha foto
    Jornalista especialista em cultura pop principalmente cinema.

    Frequentadores