sexta-feira, 23 de julho de 2010 às 11:34 Postado por Leonardo Peixe 0 Comments

O personagem Predador é como um vilão de filme de terror: todo mundo adora odiar. Criado em 1987 para o filme “O Predador”, o seu visual aterrador e hi-tech criado pelo saudoso mago dos bonecos eletrônicos Stan Winston ganhou logo de cara (e que cara!) a admiração dos fãs de ficção científica. A atenção que a raça alienígena chamou foi tanta que, além de estampar o título de sua franquia (o que não acontece com os vilões de terror), quando entra em cena consegue desviar os olhos do espectador até de astros do calibre de Arnold Schwarzenneger.

No recente “Predadores”, como sugere, há não apenas um monstrengo com cara de caranguejo, mas quatro e junto com eles uma espécie de raça de cão predador. Com tantos E.T’s feiosos em tela era pra ficar difícil prestar atenção no bando de atores que serão meras caças para as criaturas. Mas não é bem assim...

Dirigido pelo cineasta com nome de predador Nimród Antal (Temos Vaga), o longa tem a dura missão de restaurar a franquia que teve uma fraca continuação estrelada por Danny Glover em 1990 e dois crossovers lamentáveis com as baratas especiais da série “Alien”. Junto com o produtor Robert Rodriguez (diretor de “Planeta Terror”), a equipe teria que resgatar toda a atmosfera de caça que colocava o homem contra o desconhecido e transformava o ambiente aberto da selva em um lugar claustrofóbico do primeiro filme. Realmente, uma tarefa difícil...

Para isso, a trama tenta reapresentar o Predador e começa jogando o público literalmente de pára-quedas junto com o personagem de Adrien Brody (King Kong) em uma estranha floresta. Junto com o ator, que interpreta um mercenário bad ass, vamos descobrindo como ele veio parar naquele lugar. Logo ficamos sabendo que ele não veio sozinho e forma-se um grupo com ex-militares (um deles é a brasileira Alice Braga), um traficante latino (Danny Trejo), um membro da Yakuza (Louis Ozawa Changchien), um líder de gangue africana (Mahershalalhashbaz Ali), um procurado pelo FBI (Walton Goggins) e um médico (Topher Grace). Ufa!

Lenta e penosamente, os personagens contam suas histórias e fazem o reconhecimento do local onde caíram percebendo que estão em outro planeta. Além de abduzidos, o mercenário de Brody revela que o grupo está sendo observado, perseguido e brevemente serão caçados. Após essa longínqua abertura finalmente começa o que realmente importa, os Predadores aparecem!

Mas espera lá! Os bichos aparecem, mas antes vem os cães predadores e mais um monte de conversa chata. É, os verdadeiros protagonistas vão fazer o seu show somente perto do final do filme. Assim, quem já conhece a franquia tem que ficar sabendo novamente que os alienígenas são peritos em caça, que atiram com armas a laser, que têm visão térmica, que se camuflam no ambiente e que são feios pra caramba!

Tudo isso em meio a um monte de clichê pra lá de desgastados como as balas da arma da mocinha acabar em um momento crítico, perguntar “quem é você” em um momento já esperado ou a tentativa de susto aumentando o volume da trilha sonora. Falando em música, somos obrigados a esperar o ataque dos feiosos sob uma torturante e repetitiva música de background. Assim, o filme que era para dar um novo ar à franquia acaba usando ingredientes velhos.

As novidades que Antal e Rodriguez reservam são poucas. O ambiente de caça sai da Terra para outro planeta e coloca os humanos com mais um problema: como voltar para casa. Porém, no lugar de resolverem a tal dificuldade, os realizadores decidiram jogar isso mais para frente. Também há um novo tipo de Predador ainda mais robusto e feroz que os já apresentados na série como se a raça fosse divida em tribos hierárquicas. Um ponto interessante, mas pouco explorado. Ah! E tem os cães predadores que são... cães ferozes de focinho feio... e só...

“Predadores” não adiciona muito à série, mas também não é uma catástrofe retumbante como “Aliens VS Predador”. O uso excessivo de clichês e o foco demasiado nos personagens humanos estragam o que poderia ter sido uma retomada digna dos E.T.’s de dread em grande estilo. Se você prestar atenção direitinho pode perceber até uma mensagem subliminar de xenofobia em que somente os estadunidenses são espertos o suficiente para escapar dos bichanos. Mas isso só aumenta a nossa vontade de ver os predadores caçando os humanos bocós remanescentes liderados por Adrien Brody. Pena que até isso não acontece. No final, os predadores acabam sendo abafados por um elenco não tão estelar.

____________________________________________________________________________


Título Original: Predators
Direção: Nimród Antal
Elenco: Adrien Brody, Topher Grace, Alice Braga, Walton Goggins, Oleg Taktarov, Laurence Fishburne, Danny Trejo, Louis Ozawa Changchien
Duração: 107 min
Ano de Produção: 2010
Estréia: 23 de julho de 2010
Nota:

0 Responses so far.

    Perfil

    Minha foto
    Jornalista especialista em cultura pop principalmente cinema.

    Frequentadores