quinta-feira, 3 de junho de 2010 às 12:32 Postado por Leonardo Peixe 0 Comments

Homer Simpson é um cara simples bem parecido como eu e você.  Pai de família, trabalha duro para trazer o sustento da casa, tem que aturar o chefe chato.  Sua diversão se resume à assistir a TV, beber cerveja e ir no Bar do Moe para... tomar cerveja.  Homer gosta de comer... pra caralho.  De ver TV... pra caralho.  E beber... excessivamente!  E o legal é que, quando fica bêbado, faz merda. Muita merda.

Correr pelado atrás do cachorro no quintal de casa é fácil depois da décima latinha de cerveja Duff.  Moleza mesmo é ficar só de cueca no bar, ser levantado por seus amigos (também bêbados) e, segurando duas long neck na mão, sair gritando "Eu sou Peter Pan".

Apesar dos micos, a ressaca no dia seguinte fará Homer esquecer a maioria das besteiras e tudo que restará na memória é uma dança alegre com ninfas em um jardim florido.  Entretanto, vou confessar que menti pra vocês:  ele também faz muita merda quando está sóbrio.  Então, vamos perdoar as loucuras etílicas do moço.

O caso de amor entre Homer e a bebida é antigo. Já aos 17 anos, gostava de embreagar-se enquanto ouvia o som das bandas Queen e The Who.  Durante o colegial, transformou o seu companheiro de quarto Barney Gumble em um alcóolatra e tornaram-se amigos durante o resto da vida.  É bom deixar claro que Homer não sofre de alcoolismo.  Ele só é um bom bebedor.


Por exemplo, se tirar a televisão e a birita da vida do Sr. Simpson, ele simplesmente enlouquece.  Como no episódio em homenagem ao longa "O Iluminado" chamado "A Casa da Árvore dos Horrores V".  Ou seja, a comida é apenas um opção paleativa quando falta TV e cerveja.

Mas o que torna Homer tão especial?  Ele justamente representa o beberrão comum com seus defeitos e... qualidades?!  Levante o dedo quem nunca pagou um King Kong em estado de embreaguez.

Usar aquele jeitinho malandro para tirar vantagem de uma situação não é problema para o pançudo amarelo.  Mas, no final, tudo o que ele faz é para o bem da família.  Tá bom! Ele faz para benefício próprio mesmo...  E quem não faz? 

Com suas falhas totalmente humanas, a criação máxima de Matt Groening foi eleito nesta semana o melhor personagem de TV e filmes dos últimos 20 anos pela revista Entertainment Weekly.  O chefe da família Simpson já tinha o seu troféu Mestre Etílico do blog garantido em alguma ocasião.  Porém, nada mais oportuno que entregá-lo após o título adquirido pela respeitada publicação estadunidense.

Homer Simpson é a síntese do beberrão que existe dentro de toda pessoa boa de copo.  Carismático, meio louco e, principalmente, humano!

0 Responses so far.

    Perfil

    Minha foto
    Jornalista especialista em cultura pop principalmente cinema.

    Frequentadores